OUTROS

ADRIANA LUA BIOGRAFIA

Adriana Lua é natural do Rio de Janeiro, Brasil que a viu nascer a 21 de Janeiro de 1980.

 

 

 

VIDEO PROMO ‘MULHERES’ FULL OF STARS






Desde muito pequena que a sua vocação musical era notória, o que lhe proporcionou vários prémios em concursos
musicais. Um percurso sempre em crescendo que a leva a abandonar o curso de enfermagem na persecução de
uma vontade maior. Cantar!
Os ritmos contagiantes do axé, que emanavam da “cidade da musica”; Salvador da Bahia, cidade de Gilberto
Gil, Caetano Veloso, Yvete Sangalo, Olodum, entre muitos outros, conquistam e seduzem Adriana, que aos
poucos conquista o seu espaço nesta metrópole musical.
A sua voz forte, e grave, juntamente com beleza e simpatia que a faz brilhar em palco, são os elementos que
lhe permitem uma ascensão meteórica, que se inicia com a formação de uma banda a: Sambalaê.
No ano de 2000 já Adriana cantava para centenas de milhares de pessoas em cima do trio eléctrico, do
Carnaval mais animado do Brasil, ao lado de cantores como Daniela Mercury, Bandamel, Chiclete com
Banana, Timbalada, Olodum, Yvete Sangalo etc. Segue-se a sua integração como vocalista numa das mais
famosas bandas de Axê; A Bandamel.
Tinha atingido o seu objectivo. Cantar numa das melhores bandas de Axé e gravar um cd. Durante 2 anos
correu todo o Brasil terminando a sua participação na Bandamel após o Carnaval de Fortaleza, cantando para
mais de 100 000 pessoas, sendo considerada a melhor banda e vocalista desse ano.






O convite para gravar em Portugal surgiu, e o desejo de continuar a sua carreira a solo juntamente com a
vontade de conhecer o país de origem de seus avós que, ainda hoje cá moram, levou a que hoje possamos ter
uma das melhores cantoras de axé em Portugal.
Adriana Lua , a interprete bem disposta e positiva que combina a sedução e o romantismo com os ritmos
brasileiros de como só uma verdadeira embaixatriz das sonoridades da Bahia sabe fazer, está de volta.
Este seu novo álbum, o 4º a ser editado no nosso país, revela uma Adriana, como nunca a vimos até agora,
sedutora, romântica, apaixonada e com uma energia inesgotável, o pronuncio para uma interpretação
fulgurante dos 13 temas que compõem este novo cd. Mas desta vez com um renovado e assumido
posicionamento musical que revela as mais recentes tendências musicais. Uma profusão sonora que nos
embala e conduz pelos sons afro/brasileiros tornando este álbum uma fonte inspiradora e exploradora de
ritmos como o Axé ou a kizomba, passando pela energética Salsa e ao ritmado merengue. Adriana surge como
a “cabeça de cartaz” num alinhamento musical que lhe permite brilhar em todo o seu esplendor e recriar a
essência musical dos ritmos que estão nas origens das sonoridades actuais.
“Só quero teu beijo”, “Lado errado”, “Se você quer me amar” ou ainda “Velocidade da luz” e “Meu
querubim” são apenas alguns dos temas que pode escutar. Mas não podíamos deixar de destacar um medley,
que recupera para o presente as tendências musicais que marcaram o início dos anos 90, a Lambada.
Um mix de 3 temas que prometem fazer as delícias de todos e trazer de novo à memória as canções que todos
dançámos.
Depois de conquistar as terras de Caetano Veloso, é a vez deste canto à beira mar plantado da Europa
conhecer e deixar-se apaixonar pelas sonoridades e voz melodiosa de Adriana Lua.
O calor, a sensualidade e a alegria tão própria de terras brasileiras são o ponto de partida para um dos mais
frenéticos e contagiantes álbuns dos últimos tempos.
Estamos em 2012 e o novo trabalho discográfico de Adriana é uma constatação evidente de que se tornou em
uma das cantoras que maior empatia tem com o público. Rendidos aos primeiros acordes, o difícil mesmo é
parar de entoar em uníssono as melodias e impossível é, ficar parado no mesmo lugar.





Na edição –Adriana Lua “Ao vivo”, estão incluídos temas como: “Mania de querer”, “Love retado” e “Já me
acostumei” ou o grande êxito “Só quero o teu beijo” sem deixar esquecer, os Medleys Lambada (“Tic tic, tac”,
“Chorando se foi” e “Dançando lambada”), Medley Pagode e Kizomba.
Este cd é muito mais que um concerto gravado ao vivo e mais que uma sucessão de canções. Com esta edição
em formato CD/DVD podemos observar Adriana em palco. Ela é explosiva, impulsiva, radiante e contagiante,
apresentando uma fusão de ritmos, numa profusão de cor e alegria. Nesta edição para além dos êxitos
passados gravados ao vivo, podemos escutar ainda as canções inéditas como é o caso de “Vem que eu querote amar” canção que resultou num dos maiores hits do verão desse ano, registando records constantes,
tornando-se numa presença constante no Top 10 em vendas digitais.
Este é um trabalho em que os ritmos mais dançáveis são uma vez mais o ponto de partida. Uma harmoniosa
interpretação sem que com isso, sejamos confrontados com uma sonoridade monótona e sem estrutura.

Adriana Lua, demonstra mais uma vez o porquê de ser uma das interpretes mais efusivamente aplaudida pelo
público.




Uma carreira ascendeste, a que é seguramente impossível ficar indiferente, em que os ritmos mais atuais são
uma constante. Exemplo disso mesmo é também os primeiros singles a serem extraídos do seu último trabalho
‘Sem você’ editado em 2013 .“A festa começou” e “Sem você” que, no seguimento dos anteriores temas são
já uma referência musical. Adriana Lua deixa sem folego o público, pela força e irreverência. É uma das
intérpretes mais enérgicas que chegou, viu e venceu pela força, profissionalismo e energia que a caracterizam.
Em Outubro de 2014 edita o single ‘o Movimento’. Adriana Lua foi convidada para ser a cantora da primeira
edição do Zumba Fitness Party, que ocorreu no dia 25 de Out. no Meo Arena.
Em 2015, foi um ano de grandes desafios para a cantora. No dia 9 de Maio actuou no Coliseu do Porto. Um
espectáculo memorável e muito diversificado. Além deste concerto, teve 30 datas de norte a sul do país,
incluindo as ilhas e no estrangeiro. Em Junho foi editado o álbum ‘ Movimento’.
No ano de 2016 começou a tour Carpe Diem que passou por Portugal e comunidades portuguesas no
estrangeiro. Neste ano é lançado a edição em cd/dvd do concerto ao vivo no Coliseu do Porto de 2015. Uma
edição de luxo que transmite todas as emoções vividas num concerto, onde a cantora mostra e exprime as 3
fases da lua, a sua história.
Neste ano prepara a nova tourné. Já editou o novo single ‘ Pago pra ver’ em Abril. Um tema com influências
de R&B and Soul que a cantora irá levar ao mundo. No dia 29 de Julho de 2017 a Adriana Lua fez a primeira
parte da Ivete Sangalo, no Meo Arena. Foi um espectáculo inesquecível. Um momento único com muita luz,
muita dança.





A cantora continuou o seu trabalho com a promoção do seu segundo single ‘Lágrimas das Inimigas’. Em 2018
a Adriana continua com a tourné, de norte a sul do país, Madeira e Açores e, claro, vai às comunidades
portuguesas espalhadas pelo estrangeiro.
O ano de 2019 revela o novo álbum ‘Mulheres’. O primeiro trabalho MPB de Adriana Lua lançado no dia 15
de Novembro.
O primeiro single apresentados foi ‘Olhos nos olhos’, ‘Mania de você’ e ‘Quem de nós os dois’.
Uma homenagem devida a grandes clássicos brasileiros que retratam a expressão das emoções, histórias,
paixões, o sentir e o ser mulher e o que representam globalmente.
Nomes de grandes cantoras brasileiras como Alcione, Marisa Monte, Elba Ramalho, Rita Lee, Maria Bethânia
ou Elis Regina fazem parte do alinhamento do ‘Mulheres’, partilhando músicas que são marcos da cultura
musical brasileira no feminino.

A orquestração está a cargo da direção musical de Valter Rolo e Lino Vieira. Que acentua a mensagem e
emoções que estes temas encerram em si. “Ainda bem”, “Mania de você”, “Olhos nos olhos”, “Chuva de
prata”, “Não me deixe só”, “De volta para o meu aconchego” ou “Romaria” são alguns dos temas incluídos
em “Mulheres”, um novo trabalho que não pode deixar de ouvir!…






(Fullofstars | Promoção | Rua Salgado Zenha nº 13 2685- 332 Prior Velho | (+351) 219491700 )

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.