Noticias

Novo confinamento em Portugal

Novo confinamento: o que fecha e o que continua aberto

 

 

Primeiro-ministro anunciou novas restrições para travar a pandemia de Covid-19, a partir de sexta-feira. Estado de emergência tem duração de 15 dias, mas as medidas têm um horizonte de pelo menos um mês, afirma António Costa.
O Conselho de Ministros esteve reunido esta quarta-feira para acertar as medidas para a nova fase de confinamento geral, devido ao aumento de casos e mortes por Covid-19.
O primeiro-ministro, António Costa, revelou ao país as restrições que entrar em vigor já a partir das 00h00 de sexta-feira, dia 15.

 

 

 

 

As escolas vão continuar abertas e o ensino presencial vai manter-se para todos os alunos. “Iremos manter em pleno funcionamento todas as escolas como até agora”, anunciou o primeiro-ministro. “Nada substitui o ensino presencial”, declarou o chefe de Governo, que anunciou uma campanha de testes rápidos nos estabelecimentos de ensino.
O recolhimento domiciliário vai ser a regra a partir das 00h00 de sexta-feira, afirma Costa, com várias exceções (consulte aqui a lista completa de exceções).
O teletrabalho vai ser obrigatório sempre que possível. As coimas serão “muito graves”, avisa o primeiro-ministro. Deixa de ser necessário acordo entre patrão e trabalhador.
António Costa diz que não haverá restrições para negócios essenciais que estiveram abertos durante o confinamento de março e abril.
Restaurantes, bares e cafés só vão funcionar em regime de take away e entrega ao domicílio e cabeleireiros e barbearias vão fechar, tal como os ginásios.
Os supermercados e mercearias vão funcionar normalmente, sem restrições de horários, anunciou o primeiro-ministro. Feiras e mercados também.
Todas as atividades que forem encerradas terão acesso automático ao lay-off simplificado.
O estabelecimentos culturais também vão fechar portas durante o novo confinamento, mas António Costa promete um reforço dos apoios ao setor.
As celebrações religiosas serão permitidas, ao contrário do que aconteceu no primeiro confinamento de março de abril do ano passado.
O primeiro-ministro afirma que estas restrições serão reavaliadas dentro de duas semanas, mas o horizonte das medidas é de um mês.

Antonio-Costa-300x169 Novo confinamento em Portugal
Primeiro-ministro anunciou novas restrições

Resumo das medidas do novo confinamento geral

 

-Estabelecimentos de ensino abertos, em regime presencial;
-Comércio e serviços encerrados, salvo os estabelecimentos autorizados;
-Restaurantes e cafés: só take-away ou entrega ao domicílio;
-Ficam abertos: Mercearias, minimercados, supermercados, hipermercados, frutarias, talhos, peixarias, padarias, feiras e mercados
-Serviços públicos vão funcionar mediante marcação prévia;
-Cultura: Estabelecimentos culturais encerrados;
-Ginásios e outros recintos desportivos encerrados. Atividade física só ao ar livre;
-Permitido exercício individual ao ar livre;
-Seleções nacionais e 1ª divisão sénior sem público;
-Todos os eventos estão proibidos, salvo eventos de campanha eleitoral e celebrações religiosas

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.