Noticias

Cristiano Ronaldo e Jorge Mendes no combate ao Coronavirus

O jogador de futebol português Cristiano Ronaldo e o agente português Jorge Mendes vão pagar pelo equipamento de 35 novas vagas para as Unidades de Terapia Intensiva (UTI) dos hospitais de Lisboa e Porto.





Essas UTIs serão equipadas com respiradores, monitores, leitos e todos os dispositivos necessários para tratar pacientes críticos com coronavírus.

De acordo com o Centro Hospitalar da Universidade Norte de Lisboa, serão instaladas na capital duas unidades com 10 leitos de UTI cada uma na capital, uma no Hospital Santa María e outra no Hospital Pulido Valente.

Desta forma, este complexo hospitalar terá um total de 77 leitos de UTI, que serão preparados para a chegada do maior pico de coronavírus em Portugal.

O Centro Hospitalar da Universidade do Porto também anunciou que Mendes e Ronaldo financiarão 15 leitos de UTI para o hospital de Santo António.

Os dirigentes dos dois centros demonstraram apreço pelo agente e pelo jogador de futebol.

Cristiano Ronaldo

Para agradecer o gesto de solidariedade, as unidades da UCI ostentarão os nomes de Cristiano Ronaldo e Jorge Mendes.




O jogador de futebol da Juventus chegou no dia 9 de março à sua residência na ilha da Madeira, no Funchal, onde treina e passa quarenta anos com sua família.

Em Portugal, existiam nesta data 33 mortes e 2.362 casos positivos registrados até o momento.

Tambem….

Loe Messi

Guardiola e Messi doam um milhão de euros
Leo Messi foi o último atleta a fazer um gesto para impedir o avanço do coronavírus. O jogador de futebol do Barcelona decidiu doar um milhão de euros para investir em suprimentos médicos contra o Covid-19. Esse valor será distribuído entre o Hospital Clínic de Barcelona, ​​que tornou público a doação, e os diferentes centros médicos da Argentina.

Enquanto isso, o técnico do Manchester City, Pep Guardiola , doou um milhão de euros na terça-feira para suprimentos médicos na luta contra a pandemia de coronavírus, segundo a EFE.

Guardiolla

O dinheiro destinado a quem também foi técnico do FC Barcelona é direcionado para a Fundação Ángel Soler Daniel, que administra o Colégio de Médicos de Barcelona, ​​e é para a compra e produção de material e equipamentos de saúde na luta contra a pandemia de coronavírus.
A contribuição é adicional à campanha de doação promovida pelo Barcelona College of Physicians, que visa coletar suprimentos médicos para a compra de suprimentos e equipamentos médicos.

A doação do técnico espanhol também servirá para financiar a produção alternativa (através da impressão 3D e outros) de respiradores e outros elementos de proteção para os profissionais de saúde.

Os milhões de euros contribuídos por Guardiola são adicionados aos 33.000 euros que a faculdade de medicina coletou, em uma campanha iniciada em 21 de março. O material será distribuído aos centros de saúde em toda a Catalunha, de acordo com as necessidades e emergências, e em coordenação com o Departamento de Saúde da Generalitat.




Por outro lado, e de acordo com a EFE, Josep Guardiola também se envolveu em projetos de pesquisa para obter drogas que impedem a transmissão do COVID-19, bem como a vacina contra esse coronavírus, no qual o Dr. Bonaventura Clotet está trabalhando e o pesquisador Oriol Mitjà .




(Fotos Google Fotos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.