A Zeno.FM Station

Forças Aéreas Portuguesa e Britânica Vão Sobrevoar Lisboa

Forças aéreas portuguesa e britânica dão espetáculo aéreo em Lisboa no Domingo

 

As Forças Aéreas Portuguesa e Britânica vão sobrevoar os céus de Lisboa no domingo, às 12:00, para celebrar os 650 anos da Aliança Luso-Britânica, anunciou hoje em comunicado a embaixada do Reino Unido em Portugal.
Além de F-16 portugueses, participarão os “Red Arrows” (“Setas Vermelhas”), oficialmente denominados como Royal Air Force Aerobatic Team, são uma esquadrilha acrobática da Royal Air Force, do Reino Unido.


“Este evento ocorre no ano em que se celebram os 650 anos da Aliança Luso-Britânica, a mais antiga aliança militar e diplomática existente no mundo, e no seguimento das cerimónias comemorativas ocorridas hoje em Londres, onde estiveram o rei Carlos III e o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa”, referiu a embaixada britânica.

De acordo com o comunicado, no domingo, os Red Arrows e os F16 portugueses vão “atravessar em formação o Rio Tejo, a avenida da Liberdade e o parque Eduardo VII, num ‘flyby’ ilustrativo da relação bilateral entre Portugal e Reino Unido neste 650.º aniversário da aliança luso-britânica”.
No âmbito diplomático, segundo a nota, o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, James Cleverly, vai encontrar-se com o seu homólogo português, João Cravinho, na sexta-feira.
Neste encontro, os dois dirigentes vão discutir a cooperação em matérias como as alterações climáticas, a defesa e o comércio.
“Os dois ministros também vão assinar um memorando de entendimento, que fortalecerá a cooperação internacional para o desenvolvimento”, sublinhou o comunicado.
O Presidente Marecelo Rebelo de Sousa encerrou hoje uma visita de cerca de 24 horas a Londres para comemorar o 650.º aniversário da Aliança Luso-Britânica.
Esta manhã, o Presidente foi recebido no Palácio de Buckingham com honras militares e condecorou o rei Carlos III com o Grande-Colar da Ordem da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito.


A distinção honorífica é a mais alta concedida por Portugal e tinha sido conferida por Mário Soares à Rainha Isabel II em 1993.
Os dois chefes de Estado assistiram juntos a um serviço religioso anglicano de Ação de Graças [Thanksgiving] na Capela da Rainha [Queen’s Chapel], que foi frequentada pela rainha Catarina de Bragança (1638-1705) durante o casamento com o rei inglês Carlos II.
O evento foi o culminar do programa de atividades da Portugal-UK 650, uma iniciativa não oficial sem fins lucrativos que organizou as celebrações dos 650 anos da Aliança Luso-Britânica, que teve o patrocínio dos dois chefes de Estado.
O Tratado de Paz, Amizade e Aliança assinado em 16 de junho de 1373 por Eduardo III de Inglaterra e o rei Fernando I de Portugal formaliza a aproximação dos dois países proporcionada pelo Tratado de Tagilde, celebrado entre o Rei Fernando I e os emissários do Duque de Lencastre, João de Gante, filho de Eduardo III.
A aliança foi renovada no Tratado de Windsor de 1386 e por vários outros tratados ao longo dos séculos.
Marcelo Rebelo de Sousa também convidou hoje Carlos III para visitar Portugal em breve.