OUTROS

BIOGRAFIA DOS SONS DO MINHO

O grupo Sons do Minho, de Viana do Castelo, é constituído por oito jovens
músicos que, desde Fevereiro de 2010, baseiam a sua proposta artística num
repertório de temas originais (alguns deles tendo pro base o cancioneiro
popular português), bem como nas características cantigas ao desafio ou
desgarradas.

 

 

 

A intensidade dos temas da banda, o tom jocoso implícito nas cantigas ao
desafio e a interatividade com o público transformam o seu espetáculo num
momento único de alegria e boa disposição, bem à semelhança das festas e
romarias do Alto Minho.
O grupo realiza, anualmente, dezenas de concertos em Portugal e junto das
comunidades lusófonas. Portugal, Espanha, França, Alemanha, Suíça,
Canadá, Estados Unidos da América, Luxemburgo e Brasil são os países onde
o Sons do Minho já se apresentou em concerto.
O DVD intitulado “Tertúlia à Desgarrada ao Vivo” é o seu mais recente trabalho
e eterniza o espetáculo conjunto com Toy, José Malhoa, Zé Amaro, Rosinha e
Sérgio Rossi, no Centro Cultural de Viana do Castelo para cerca de 3.000
pessoas.
O DVD intitulado “Tertúlia à Desgarrada ao Vivo” é o seu mais recente trabalho
e eterniza o espetáculo conjunto com Toy, José Malhoa, Zé Amaro, Rosinha e
Sérgio Rossi, no Centro Cultural de Viana do Castelo para cerca de 3.000
pessoas.

 

 

 

O grupo mantém a rubrica mensal nas suas redes sociais (“Tertúlia à
Desgarrada”), recebendo vários artistas convidados. Na época de
confinamento, o grupo destacou-se nas redes sociais através das suas
desgarradas “Rotinas da Quarentena”, com adaptação do seu mais famoso
tema para “Não dês beijinhos” e ainda com uma nova versão da “Casa
Portuguesa” conjuntamente com Augusto Canário, Quim Barreiros, Zé Amaro e
José Malhoa.
“Juntos, de braços no ar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.